Construtivo

logo

Newsletter Edição 06/2022

Newsletter Edição 06/2022

Notícias

Benefícios em implementar o Ambiente Comum de Dados (CDE) no BIM

Dando continuidade à série que detalha o nosso apoio às empresas na adoção do BIM, nesta edição vamos tratar da Implementação do Ambiente Comum de Dados

Sabemos que os projetos de construção civil necessitam de muitas informações e a perda ou omissão de dados podem levar a erros, retrabalhos e aumento dos custos. Então, trabalhar em um Ambiente Comum de Dados (CDE) é fundamental para estruturar o fluxo de informações ao longo de todo o processo BIM (Building Information Modeling).

O CDE é um ambiente no qual todos os envolvidos em uma obra se conectam para extrair e alimentar dados sobre o desenvolvimento de suas atividades.

Além disso, dentro do desenvolvimento dos projetos em BIM, o CDE possibilita a gestão de bibliotecas e de informações na fase de supervisão e operação. Desta forma, os projetos se tornam mais eficientes quando os dados coletados na obra são associados e integrados ao CDE, sendo possível entregar um perfil completo do empreendimento para o cliente para que a fase de operação e manutenção ocorra de maneira eficiente e com menos custos.

Qual a maturidade do BIM na indústria da construção?

O Construtivo está apoiando a segunda pesquisa sobre o avanço da adoção do BIM na construção civil no Brasil, uma iniciativa coordenada pela ABDI, Grant Thornton e Sienge

O BIM é uma metodologia que beneficia o setor da construção civil brasileira com ganhos de produtividade, redução de desperdícios, otimização de desempenho e controle da obra e da operação das edificações.

Diante deste cenário, o Construtivo está apoiando a pesquisa “Maturidade BIM no Brasil”, desenvolvida pela ABDI (Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial), Grant Thornton e Sienge.

De acordo com o primeiro levantamento, 70% das empresas pretendiam adotar o BIM nos últimos dois anos. Será que essa verdadeira transformação digital da construção civil avançou? A pesquisa vai identificar o cenário atual do setor. Participe desse mapeamento e receba o relatório do cenário brasileiro com exclusividade e um diagnóstico individual da sua empresa.

Faça parte dessa história de evolução da Construção Civil no Brasil: https://pt.surveymonkey.com/r/pesquisa-maturidade-bim

15/07
às 11hs

PEB –  Plano de Execução BIM: O que é, relação com a norma ISO19650, sua importância e casos de aplicação.

Apresentação:
Marcus Granadeiro, sócio-diretor do Construtivo
Cesar Calderaro, diretor da divisão BIM do Construtivo
Adolfo Ribeiro, especialista BIM

Nossos especialistas em BIM estarão juntos neste encontro para uma conversa sobre os conceitos básicos do PEB e da ISO 19650, conjunto de normas que norteiam o gerenciamento de informação em processos BIM. Neste encontro serão apresentados projetos, experiências, casos de aplicação do PEB e a necessidade do arcabouço normativo na prática.

Dica do Mês

NAVEGANDO PELO COLABORATIVO: AS DIVERSAS FORMAS DE ACESSAR A PLATAFORMA

A plataforma Colaborativo possui uma interface com diversas maneiras de navegar. No início do uso é comum ficar restrito à navegação através da barra lateral esquerda e dos links que vão aparecendo na tela principal, também chamada de tela de trabalho. Porém, com tempo, utilizar a solução de outras maneiras pode ajudar na agilidade e produtividade.

Um dos recursos mais interessantes é a árvore, sempre presente na barra azul principal. Ao selecioná-la o Colaborativo apresenta a estrutura hieráquica da base até a página corrente, permitindo ao usuário avançar para qualquer parte da estrutura de pastas de forma direta. Este recurso também é muito útil para entender estruturas de áreas complexas e de grande tamanho.

Outra forma de navegação é o uso da pesquisa. Digitando o nome da pasta ou arquivo, os resultados aparecem na tela principal, sempre com o link que levará direto para eles. O modelo funciona de forma similar a uma pesquisa de Google na internet.

Para as áreas ou pastas muito utilizadas, recomendamos deixá-las na lista de favoritos, assim como fazemos com nossas URLs preferidas em nosso navegador de internet. Este recurso está disponível no Colaborativo na barra principal e nesta área é possível acessar, além de adicionar o que já existe.

Os relatórios online do Construtivo também levam aos itens. No exemplo acima temos o relatório gerencial presente na página inicial da obra e/ou empreendimento. Neste local ficam listados todos os documentos cadastrados, de todas as pastas, sendo possível filtrar o que deseja e depois clicar no link em azul para ir diretamente ao item.

Por último, e não menos importante, temos o conceito de “Permalink”. Neste recurso, cada página do Colaborativo possui uma URL única. Se precisar documentar e/ou indicar determinada página para alguém, basta copiar a URL do permalink.

Artigo

Os desafios de uma empresa tradicional na jornada da inovação

Por Marcus Granadeiro

Muito já se falou e se escreveu sobre o atual cenário das dificuldades que os mercados irão enfrentar envolvendo a transformação digital, o mundo pós-pandêmico e a crise. Também sabemos que a busca por inovação está no desejo das empresas. Muitas vezes, esta inspiração enfrenta dificuldades para se materializar em ações. Em nossa indústria, um dos temas mais lembrados quando se fala em inovação e transformação digital é o BIM.

Não há dúvida que o BIM tem o potencial para esta transformação. Infelizmente, ainda há muitos confundindo BIM com tecnologia, imaginando que implantar BIM é sinônimo de comprar um software, instalá-lo como recomenda o fabricante, treinar sua equipe com base em um modelo padrão e obter os resultados apresentados em belas apresentações comerciais.

O BIM, para ter o efeito desejado, precisa ser planejado, ter sua implantação definida com base em uma estratégia de negócio e alinhada com a visão de transformação que a empresa busca. Dificilmente as ações serão assertivas. Erros fatalmente irão ocorrer. É normal falhar e correr risco, mas isso faz parte do processo e do aprendizado. Haverá pivotagem e decisões serão tomadas sem todos os dados necessários, pois eles não estarão disponíveis. Porém, só irá avançar e se destacar quem está com uma estrutura aberta para inovação, pensando no negócio, consciente do risco e com paciência para perder dinheiro.

O parágrafo acima parece um despropósito, pois a grande maioria das empresas não tem essa maturidade, mas é exatamente com essa mentalidade que as principais empresas do mundo vêm fazendo disrupção e se destacando. Segundo o professor Saikat Chaudhuri, da Universidade de Berkeley, são três características que garantem o sucesso das empresas estabelecidas na jornada de inovação:
(i) Boa visão periférica;
(ii) Visão estratégica bem definida;
(iii) Processos bem definidos.

É importante lembrar que o timing é vital e aguardar para tomar decisões pode deixá-lo em posição que não permita mais se movimentar.

Marcus Granadeiro é engenheiro civil formado pela Escola Politécnica da USP, sócio-diretor do Construtivo, empresa de tecnologia com DNA de engenharia, membro do RICS – Royal Institution of Chartered Surveyors (MRICS) e do ADN (Autodesk Development Network) e certificado em Transformação Digital pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.